OS MÉDICOS DISSERAM PARA ESTE PAI NÃO CONTINUAR A “TORTURAR” O CORPO DE SUA FILHA. 30 MINUTOS DEPOIS, NÃO CONSEGUIRAM ACREDITAR NO QUE ELE TINHA FEITO

Perder um filho é a pior coisa do mundo para todos os pais. Os progenitores fariam de tudo, até dar a sua própria vida, só para não terem de ver as suas crianças morrer. Por isso, a história deste casal ucraniano não nos surpreendeu.

A família Odonec estava comemorando o ano novo com seus entes queridos na sua nova casa, na cidade de Dnipro, da Ucrânia. Eles haviam se mudado recentemente e estavam muito contentes, por que o lar era maravilhoso… até tinha uma sala de fitness e piscina!

Ruslan e Anastasia ouviam felizes as risadas de seus filhos Radomir e Alesya, de cinco e três anos, enquanto estavam preparando a comida na cozinha. No entanto, as crianças deixaram de fazer ruídos por um tempo. Nem a pequena Alesya, que costumava ser muito barulhenta. Então, Ruslan foi ver o que estavam fazendo.

Depois de procurar em todas as salas da casa, o homem

foi para o porão e viu uma imagem que nenhum pai jamais deveria ver: o corpo sem vida de sua filha Alesya, no fundo da piscina.

Ruslan saltou para a piscina e retirou o corpo de sua filha de lá. Sem respirar.

A mãe também foi ver o que se passava, e ao ver a filha naquele estado explodiu em gritos e desmaiou. Os avós da menina chamaram uma ambulância, enquanto seu pai tentou reanimá-la.

Ruslan não sabia nada acerca de primeiros socorros, então ele apenas imitou o que tinha visto em filmes. Assim, ele pressionou uma e outra vez seu pequeno peito, enquanto praticava respiração boca-a-boca para a resgatar.

Os serviços de emergência chegaram 10 minutos mais tarde, e encontraram Ruslan tentando reanimar a filha. Depois foi a vez dos paramédicos tentarem reanimá-la, mas sem sucesso. Após alguns minutos, Alesya foi declarada oficialmente morta, mas Ruslan se recusou a aceitar isso.

Alienado e fora de si, o pai se ajoelhou novamente e continuou bombeando ar para seus pulmões. Ele empurrava seu peito, embora os médicos lhe pedissem para a deixar partir e parar de a “torturar”.

Em seguida, aconteceu o milagre: a menina começou a emitir uma leve palpitação! Após 40 minutos, seu coração tinha voltado a trabalhar!

A equipe médica não podia acreditar que meia hora depois de ser oficialmente declarada morta, a garota tinha voltado a respirar. Ela foi levada imediatamente para o hospital, porque a criança tinha entrado em um estado de coma e sua vida ainda estava em perigo.

Durante dias os especialistas tentaram para mantê-la viva e o estado clínico do Alesya estabilizou. Ela foi então transferida para Moscou, onde recebeu um tratamento mais moderno.

Duas semanas depois, a menina acordou, mas com graves sequelas. Na verdade, Alesya não podia falar, ver ou mover.

No entanto, em um par de semanas, ela começou a falar e recuperou a visão. Para além disso começou a dar seus primeiros passos.

Depois de vários meses, Alesya está agora totalmente recuperada e é uma menina saudável com vida pela frente…

Tudo graças à determinação de um pai que se recusou a deixá-la partir!






Do historiascomvalo
Rede Sociais:

TV BARREIRAS 24 HORAS FORRO

PLAVEL PLACAS

Resultado de imagem para fotos da PLAVEL PLACAS em barreiras

PATROCINADOS

POSTAGEMS

Arquivo do blog