Polêmica do bambuzal abre minha contagem regressiva para fim da eleição 2018 ~ Jornal Barreiras 24 Horas

Polêmica do bambuzal abre minha contagem regressiva para fim da eleição 2018

por Fernando Duarte

Polêmica do bambuzal abre minha contagem regressiva para fim da eleição 2018
Foto: Reprodução/ Pinterest
O clima de ansiedade começa a tomar conta deste que vos escreve. É que depois de uma eleição ter começado com mais um ano de antecedência, outubro está cada vez mais perto do que longe. É um consolo, sabemos disso. Mas a ansiedade é para que talvez as urnas ponham um fim nessa briga entre o governador Rui Costa e o prefeito de Salvador, ACM Neto. O último capítulo dessa novela praticamente interminável é o bambuzal do aeroporto da capital baiana. A briga, inclusive, não chega nem a ser dos dois gestores. A intriga começou com uma nota inocente, capturada pela repórter Luana Ribeiro no Diário Oficial do Estado, em que havia a autorização de supressão de um trecho do bambuzal do aeroporto de Salvador, um dos cartões postais da capital baiana. Desde então, a área verde já foi destruída, já permaneceu do jeito que sempre esteve e até se tornou nota falsa. Segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), a área autorizada para supressão não chegaria a 1% do total e de um trecho degradado das touceiras de bambu. O número não causaria impacto e a vida seguiria normalmente. Se estivéssemos em um lugar menos eleitoreiro, talvez. Porém estamos em uma terra onde até a inauguração de um viaduto causa discórdia (lembre aqui). Diante da repercussão da eventual destruição do bambuzal, a homônima Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo de Salvador – veja só, também Sedur -, foi até as intervenções realizadas pela CCR e embargou a obra. De acordo com a prefeitura, a CCR não pediu autorização ao órgão municipal responsável após a capital baiana passar a ter uma legislação específica para tanto. A Sedur estadual disse que cabia ao Inema autorizar. A Sedur municipal disse que não e formou-se o imbróglio e uma multa de R$ 5 milhões para a concessionária responsável pela construção. Nesse “disse me disse”, uma reunião entre governo e CCR vazou para a imprensa com o indicativo de que o pedido de autorização ao Inema bastava e a prefeitura estaria politizando a questão. De repente, o duelo passou a ser por imagens. O prefeito de Salvador afirmou estar estarrecido com a “destruição” do bambuzal, ao tempo em que o governo voltou a reclamar de politização da questão. Para quem já ouviu os dois lados e não tem inclinação para juiz, ambos estão certos. E, ao mesmo tempo, errados. Ultimamente fazer análise política está se tornando um esporte de risco e, nesse caso, não vale a pena comprar nenhuma briga. Tem que torcer para que a eleição acabe logo, e governo e prefeitura aprendam a conversar civilizadamente para que não vejamos mais tempestades em copo d’água cotidianamente. Este texto integra o comentário desta segunda-feira (29) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Excelsior, Irecê Líder FM e Clube FM.
Redes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COM CARINHO TIO MARÍO

JEFFERSON BARBOSA

JEFFERSON BARBOSA
O AMIGO DE SÃO DESIDÉRIO

PLAVEL PLACAS EM BARREIRAS

Resultado de imagem para fotos da plavel placas em barreiras

TV BARREIRAS

PATROCINADOS

Anuncio!

 http://www.templateparablogspot.com/

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog