CEMITÉRIO DE BARREIRINHAS VIRA MORADIA DE DROGADOS. AUTORIDADES PRECISAM TOMAR PROVIDÊNCIAS ~ Jornal Barreiras 24 Horas

CEMITÉRIO DE BARREIRINHAS VIRA MORADIA DE DROGADOS. AUTORIDADES PRECISAM TOMAR PROVIDÊNCIAS


Um dos locais sagrados, símbolo do silêncio e da saudade, o Cemitério de Barreirinhas vem sofrendo constantemente a ação de vândalos, em sua grande maioria, usuários de drogas, que estão transformando o local em ponto de encontro e de consumo de entorpecentes. Para adquirir o produto, os usuários estão utilizando de tudo que pode valer “alguns trocados”. Túmulos estão depredados, imagens de alumínio, crucifixos de metal, molduras, jarros de porcelana, portas e janelas das capelas e outros objetos de valor, são saqueados e vendidos para comprar droga.
Túmulos e jazigos estão sendo utilizados como moradias de drogados e acredite, até mesmo como ponto de encontros amorosos de viciados.

Túmulo violado
No Cemitério São Sebastião estão sepultados grandes nomes de famílias tradicionais do Oeste baiano, principalmente do Bairro Barreirinhas. As famílias estão se sentindo agredidas, ao verem o túmulo dos seus entes queridos violados. A situação e tão gritante, que em alguns túmulos é possível ver restos mortais. “É um descaso total  por parte dos administradores, pois o problema é antigo, e não tomam nenhuma providência. A quem iremos recorrer? Cadê os representantes do povo de Barreirinhas? Brigaram tanto para ser nossos representantes e nada fazem pelo bem do povo ‘coreano’! Por onde anda a Associação de Moradores de Barreirinhas? As eleições estão vindo aí novamente, quatro anos passam rápido. Aí eles acordam da hibernação”, afirmou Arcelino Henrique Costa, morador de Barreirinhas. Ainda segundo Arcelino Henrique, outra grande ameaça é o gigantesco pé de tamboril que já caiu uma vez causando estragos em jazigos, e uma imensa palmeira imperial que se encontra com o caule bastante danificado pelo fogo, e que podem desabar a qualquer momento.
Arcelino Henrique, morador de Barreirinhas, revoltado com a situação do cemitério.
Fica o alerta para as autoridades competentes, àqueles que detém a responsabilidade e a competência de zelar pelo bem público. É preciso tomar atitudes cabíveis com relação a esta situação em caráter de emergência.  Quem tem entes queridos sepultados ali sabe que aquele local representa bem mais do que os olhos podem alcançar! Zelar pelo túmulo de um ente querido é talvez a última forma de carinho e homenagem a ser prestada para quem partiu!
Reportagem de Romildo Sena
Redes:

TV BARREIRAS

PATROCINADOS

Anuncio!

 http://www.templateparablogspot.com/

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog